---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

administracao
Município de Anita Garibaldi fecha atividades não essenciais por sete dias

Publicado em 21/07/2020 às 10:22 - Atualizado em 24/07/2020 às 14:18


Créditos: Gleice Silva Baixar Imagem

Em reunião realizada na tarde dessa segunda-feira (20), o Comitê de Combate a Crise da Covid-19 de Anita Garibaldi decidiu por alterar o decreto municipal e impor medidas mais rígidas de combate ao Coronavírus. Devido ao aumento significativo de casos de Coronavírus, totalizando 69 casos positivos, 66 pessoas monitoradas, 3 casos suspeitos, 28 recuperados, 1 hospitalizado e 482 casos descartados, o comitê composto por representantes de diversos segmentos da sociedade, optou por fechar os estabelecimentos que prestam serviços não essenciais para tentar achatar a curva.

Só será permitida a abertura dos comércios considerados essenciais, como: supermercados (porém com restrição de capacidade em 50% e além da utilização de máscara e álcool em gel, também será necessário que funcionários e clientes utilizem luvas), farmácias, postos de combustíveis, agropecuárias, distribuidoras de gás e de água, táxis, construção civil, Correios e imprensa. Restaurantes e lanchonetes só podem realizar entregas e até às 22h. Lojas de materiais de construção somente venda por delivery. As indústrias poderão continuar com as atividades com redução em 50% da capacidade de colaboradores e não poderão abrir para atendimento ao público. Bancos e lotérica, e o setor público municipal somente trabalho interno dos funcionários, sem atendimentos. Igrejas podem realizar celebrações com público de até 30%. As demais atividades estão suspensas por sete dias, sendo do dia 21 de julho ao dia 27 de julho.

Além dessas medidas, haverá toque de recolher a partir das 22h e barreira sanitária em uma das entradas da cidade.

Jornal Correio dos Lagos